terça-feira, 10 de outubro de 2017

Publicação NeuroSaber com Dr. Clay Brites

Outubro é o Mês de Consciência da Dislexia, e por isso é também importante saber como ela afeta o cérebro


É crucial lembrar que a #Dislexia não se dá em exames, e não pode ser identificada em imagens cerebrais nem em eletroencefalograma, só afetando indivíduos muito inteligentes e criativos. Ela é um transtorno de desenvolvimento resultante de alterações, falhas, disfunções em regiões específicas do cérebro responsáveis pela análise, integração e coordenação de processos que envolvem leitura e escrita.
Desde a percepção visual, auditiva e espacial, até a integração destes estímulos com habilidades fonológicas e de memória de trabalho verbal, o cérebro do disléxico não consegue interconectar estas áreas funcionais de forma organizada e estruturada. #Neurosaber